Share

Abuso sexual: como denunciar e o que a pornografia tem a ver com isso

Como denunciar abuso sexual? A consultora em educação pública e gênero Amanda Sadalla passou a receber essa dúvida, inclusive de professores, depois que começou a dar oficinas sobre violência sexual e violência doméstica em escolas do Estado de São Paulo para jovens de 12 a 18 anos. Em entrevista à BBC News Brasil, ela dá recomendações sobre como tratar o assunto com crianças e adolescentes para prevenir e denunciar violência sexual — o que inclui o estupro e o assédio sexual. Explica, também, quando procurar a polícia, a assistência social ou ligar para o Disque 100.

A consultora também defende que é necessário conversar sobre pornografia com adolescentes. Ela argumenta que a indústria pornográfica incentiva “uma sexualização super precoce” e leva crianças e adolescentes a relacionarem sexo com violência.
“A gente precisa falar de pornografia na escola. Se a gente não falar sobre pornografia, os meninos vão continuar aprendendo que sexo é violento”, diz. “Tem meninos de 13 anos totalmente viciados em pornografia.”

Além de dar cursos para delegadas e delegados, Amanda Sadalla atua em parceria com o Instituto Liberta, uma ONG que trabalha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. Eles estão preparando uma cartilha para distribuir em escolas de todo o Brasil com sugestões de como os professores podem debater com os alunos e combater a violência sexual.

Leave a Comment