Share

Assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes completam 3 meses

A execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes completam três meses nesta quinta-feira (14). A polícia ainda não tem a identificação dos autores e nem descobriu o motivo do crime.

Mais de 70 pessoas foram ouvidas, incluindo políticos e parentes de Marielle e Anderson. Os policiais fizeram a reconstituição do assassinato no local do crime.

A informação de que a munição utilizada é de um lote vendido para a Polícia Federal, em 2006, e depois foi desviado já foi confirmada. Os investigadores também já sabem qual foi a arma do crime.

Uma testemunha teria mencionado dois suspeitos, Orlando Oliveira de Araujo, que está preso em Bangu 1 e o vereador Marcelo Siciliano, mas faltam provas. Nesta quarta-feira (13), para cobrar respostas, a Anistia Internacional realiza um ato, em frente ao Ministério Público, para cobrar atuação mais ativa do órgão na elucidação do caso.

Leave a Comment