Share

Panorama | Dia dos pais: criando meninos | 09/08/2018

Como a criação de meninos tem sido vista na nossa sociedade? Qual o segredo para educar a futura geração de homens para que ela tenha mais respeito e valorize a igualdade entre os gêneros? No meio destas questões, como fica a figura do homem em relação à sua masculinidade / sensibilidade e a cultura do machismo? O Panorama discute este assunto em um programa especial às vésperas do Dia dos Pais.

Para a psicanalista Vera Iaconelli, os homens vivem um momento de indefinição. Se chamar uma mulher de masculina é xingá-la e chamar um homem de feminino é elogiá-lo, se “um bom pai é quase uma mãe”, talvez tenhamos que repensar o que pedimos ao outro sexo. Pois a mensagem faz supor que a masculinidade é um erro a ser corrigido com a feminilidade. Ela afirma em seu artigo publicado na Folha: no divã escutamos jovens e adultos perplexos diante de um discurso que despreza sua forma de entender o mundo, sua sexualidade, sua vida afetiva, seu corpo, ao mesmo tempo em que continua a exigir-lhes o sucesso proficcional e social. A confusão entre machismo e masculinidade é patente e nos faz perder grandes aliados na causa das mulheres e das minorias de gênero. Além disso, o alto índice de alcoolismo, de violência, de depressões, de suicídios e de prisões entre homens são sintomas que demonstram que estamos esquecendo de escutar algo.

O ilustrador Victor Farat o homem de hoje precisa parar de ser visto por esteriótipos como somente aquele que gosta de churrasco, de cervejae de ferramentas. Qual é o problema de presentear um homem com um utensílio doméstico? Por que o homem ainda tem tanta dificuldade para falar sobre os seus sentimentos? Ele conta que realiza rodas de conversas com pais, mas nem sempre é fácil fazer estes homens se abrirem. Muitas vezes eles estão lá por iniciativa de suas mulheres. Culturalmente é imposto aos homens que eles devem ser durões, não chorarem. Isso precisa ser quebrado! Ele diz que quem vai ter de mudar esta história é a nova geração. Mudar algo culturalmente aceito tem de ser feito aos poucos. Mas ele confessa que não é fácil achar o meio termo. Como criar uma futura geração de meninos? Ele disse que a criação tem que ser feita olhando para a pessoa e não para o gênero.

CONVIDADOS:

VERA IACONELLI – Psicanalista. Diretora do Instituto Gerar e VICTOR FARAT – Pai, dono de casa e ilustrador. Co-autor do livro “Bebegrafia”,

Curta as páginas do Jornalismo TV Cultura nas redes sociais!
Facebook: https://www.facebook.com/jornalismotvcultura/
Twitter: https://twitter.com/jornal_cultura

Leave a Comment