Share

Resgate na Tailândia: ‘Não pensávamos que fossemos conseguir’

O chefe das operações de resgate dos 12 meninos e o treinador de futebol que ficaram presos na caverna de Tham Luang, na Tailândia, afirmou que tinha poucas esperanças de conseguir resgatar o grupo.

“Desde que soubemos que eles estavam presos na caverna e nossa unidade foi acionada para o resgate, tivemos alguns reveses, porque o nível da água estava aumentando gradualmente”, disse o chefe das Forças Especiais da Marinha, Arpakorn Yuukongkaew, que liderou o resgate.

“Tínhamos poucas esperanças de que eles ainda estivessem vivos, mas tínhamos que seguir em frente.”

Os 12 meninos e o técnico de futebol estão bem, em observação num hospital de Chiang Rai. Todos perderam cerca de 2kg cada um e devem permanecer internados por uma semana, para depois ficarem outra semana de repouso em casa.

“Havia um pouquinho de esperança, e tínhamos que trabalhar com isso. No final, essa pontinha de esperança se tornou realidade”, comemorou Yuukongkaew. “Estou feliz, e acho que os tailandeses também estão.”

A página do Facebook da Marinha tailandesa anunciou o término do resgate, na terça, assim: “Não sabemos se é milagre ou ciência. Todos os 13 já estão fora da caverna.”

A notícia foi recebida com festa na cidade de Chiang Rai, com buzinaço pelas ruas e aplausos.

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: www.bbc.co.uk/portuguese

Leave a Comment